CONHEÇA NOSSA FUNDADORA

Maria Aparecida Paschoal Góes, conhecida como Dona Cida, casada com Sr. Luiz Góes, mãe de André e Karina.

Dona Cida é Brasileira, nascida em Rio Claro no dia 23 de outubro de 1949. Construiu seus valores de maneira sólida, sua família sempre prioridade e sua profissão como a realização de um plano de vida baseado no apoio ao ser humano. Psicóloga e Psicopedagoga de formação e vitoriosa por experiência de vida.

Com 31 anos de vida, no dia 13 de dezembro de 1981, sua história ganhou um novo começo. 15 dias de coma após um acidente de moto com seu marido. Longe dos seus filhos e de tudo aquilo que ela construiu com tanto amor. Sua atenção aos filhos foi prejudicada pelas perdas e precisou aprender a confiar no próximo para o cuidado do seu bem mais precioso, sua família.
Sua história, sua profissão de psicóloga, sua vivência com o terceiro setor e trabalhos diretos com a nova filosofia na educação de inclusão escolar para todos, trouxe um olhar mais próximo da realidade de muitas crianças com deficiência.

“Desde esse tempo, venho convivendo com a dificuldade que vem sendo encontrada pelos professores e pelas famílias em incluir no ambiente escolar as crianças com deficiência.”
Em 1996, voltou encantada de um curso em Habilitação para Equoterapia e com os benefícios que a prática equoterápica promove nas pessoas com deficiência. Assim começa seu grande projeto de vida como profissional e cidadã, de trazer para Campinas uma entidade social voltada à equoterapia para atender a essas crianças.

Nasce então no dia 26 de meio de 1998 a AEC (Associação de Equoterapia de Campinas). Já se foram anos de muita luta, muitas conquistas e muitas histórias reescritas.
Os significados simbólicos do cavalo como força, poder, liberdade, rapidez, beleza, afeto, coragem, determinação e vitória foram e continuam, de maneira leve, sendo transferidas à tantas crianças e porque não seus familiares, os quais também são sempre recebidos com tanto respeito e carinho por Dona Cida, seu marido Sr. Luiz e toda sua equipe.

A história da dona Cida ganhou novas cores também, poder ser a força para tantas famílias a faz entender que suas verdadeiras virtudes estão dentro dela.